Eu não perdi mas a mim perderam-me

Não perdi ninguém, simplesmente me perderam. Sempre me esforcei para dar o meu melhor, entreguei-me incondicionalmente, arrisquei tudo por amor.

perderam-me

Lutei muitas vezes com esse ser insuportável que carregava dentro de mim. Tinha milhares de receios e demónios internos.

Mas apesar de tudo, sempre tentei dar a melhor versão de mim.

Não me arrependo nem um bocadinho de nada, e fiquei com a tranquilidade de que tudo o que fiz, foi com boas intenções. Tudo o que disse foi realmente sincero e verdadeiro.

E isso jamais perdi, a minha sinceridade. Mas a mim perderam-me.

Dividir tarefas domésticas melhora vida amorosa a casais

Um estudo realizado pela Universidade Estadual da Geórgia sobre casamentos e relacionamentos, indica que os casais que dividem as suas tarefas domésticas e os cuidados com os filhos, têm uma vida amorosa melhor.

tarefas

Foram seleccionados de forma aleatória quase 500 casais americanos.

Após uma análise estatística aos resultados das investigações, verificou-se que a maioria dos casais em que todas as tarefas domésticas ficam a cargo da mulher, possuíam um nível de satisfação menor na vida amorosa.

De acordo com os investigadores, o feedback negativo, não se observou quando o homem também era responsável pelos cuidados a ter com os filhos.

Ao contrário das tarefas domésticas, um relacionamento não é afectado quando o pai assume parcialmente ou totalmente a responsabilidade parental que tem sobre os filhos.

Que amor é o teu?

Que amor é esse?
Que amor é esse…o teu?
Que não sente?

Que não tem tempo??? Há tanto tempo!!!

Que amor é o teu

Que amor é esse…que não desespera? Que está ausente? Que não sente dor?

Que amor é esse…que faz sofrer? Que não preza? Que despreza? Que nunca entende?

Que amor é esse…que não dói no peito?
Que não compreende a solidão?

Que ouve a tristeza com os ouvidos da razão?
Que nem razão tem? Que amor é esse que não lamenta?

Que não tem coração? Que não vem?

Que amor é esse…que não se sustenta?
Que não respira? Que não se alimenta?

Que amor é esse…que definha por querer?

Que não vive? Que das cinzas espera renascer?
Que amor é esse…que tortura?

Que não sabe que se esgota? Que não cura? Que derrota?

Que amor é esse…que mata? Que extingue o desejo? Que se enfarta? Que perde o ensejo?

Que amor é o meu?
Que perde a esperança?

Que amor é o teu…que vive noutro mundo? Que não faz diferença? Que bateu no fundo? Que virou doença?

Que amor é o teu…que se afasta? Que não regressa? Que com pouco se basta? Que chama é essa?

Que amor é o teu…que nega? Que está à mercê de tudo? Que não se apega? Que fica mudo?

Com que amor esperas viver?
Com que vida esperas amar?

Preocupam-me as pessoas que dizem que andam à procura do amor

Preocupam-me-as-pessoas-que-dizem

Preocupam-me as pessoas que dizem que andam à procura do amor, como se o amor estivesse por aí e fosse comida de plástico, como se existisse um amor enlatado, um produto desenhado que se escolhe em qualquer montra de esquina.

Acreditam nos contos de amor que se vendem nas salas de cinema ou se fala nas rádios.

Ninguém pode procurar o amor, porque o amor, simplesmente se constrói.

Quais os sinais de uma mulher carente – a falta do chamado amor

Muito se fala sobre a influência da falta de amor e do efeito que contribui para a nossa saúde e boa disposição. Não existe fumo sem fogo e há mesmo uma explicação científica para este fenómeno tão falado socialmente.

Sinais de uma mulher carente

Baixa Autoestima

As carências farão com que uma mulher não se sinta satisfeita e segura.
Uma mulher com falta de amor, sentir-se-á feia e com uma baixa autoestima.

Insónias

As insónias são sinais notáveis em como a intranquilidade do sono tem a ver com o estado de carência numa mulher, há necessidade de relaxar o corpo para conseguir dormir melhor.

Mais anti-social

Quando as mulheres ficam muito tempo sem amor ficam mais agressivas e antipáticas com os outros. O amor consegue erguer a boa disposição e tranquilidade emocional, aumenta a produção de endorfinas que resultam num equilíbrio físico e mental.

Mais esquecida

Uma mulher que permanece muito tempo carente tem mais falhas de memória. Deve-se à falta de oxigénio no sangue, um dos factores que contribuem para uma boa memória e aprendizagem.

Ficam doentes com frequência

A carência ou falta do chamado amor nas mulheres também tem um efeito indesejado nas células que protegem o nosso organismo. As suas defesas diminuem consideravelmente.

Aparentam ser mais velhas

O colágeno faz a pele ficar mais suave e esticada. Essa proteína é produzida durante o acto. As mulheres com falta de amor ficam com a cara mais enrugada.