Pessoas mais inteligentes precisam de estar mais tempo sozinhas

Segundo um grupo de investigadores da Universidade de Singapura e da London Shool of Economic and Political Science, as pessoas que são excepcionalmente inteligentes têm o hábito de passar mais tempo sozinhas.

PASSAR

O estudo, citado pelo The Independent, que envolveu uma investigação aos hábitos de 15 mil pessoas e frequência com que socializam com amigos, sugere, que o facto pode acontecer devido à evolução da espécie humana.

Os investigadores optaram por seleccionar dois factores sociais que pudessem ser relacionados com o nível de satisfação de cada individuo, concluindo, que a densidade populacional é mais um factor de insatisfação para os que têm um QI mais baixo do que para os que têm um QI mais elevado.

Os seres humanos mais inteligentes têm a capacidade de se adaptar ao mundo moderno com mais facilidade, por isso, necessitam menos de relações interpessoais que os ajude a obter o que precisam.

Outra explicação apresentada, é o facto dos mais inteligentes serem mais pragmáticos e de passarem mais tempo a trabalhar para atingirem os seus objectivos ao invés de socializarem.