Que amor é o teu?

Que amor é esse?
Que amor é esse…o teu?
Que não sente?

Que não tem tempo??? Há tanto tempo!!!

Que amor é o teu

Que amor é esse…que não desespera? Que está ausente? Que não sente dor?

Que amor é esse…que faz sofrer? Que não preza? Que despreza? Que nunca entende?

Que amor é esse…que não dói no peito?
Que não compreende a solidão?

Que ouve a tristeza com os ouvidos da razão?
Que nem razão tem? Que amor é esse que não lamenta?

Que não tem coração? Que não vem?

Que amor é esse…que não se sustenta?
Que não respira? Que não se alimenta?

Que amor é esse…que definha por querer?

Que não vive? Que das cinzas espera renascer?
Que amor é esse…que tortura?

Que não sabe que se esgota? Que não cura? Que derrota?

Que amor é esse…que mata? Que extingue o desejo? Que se enfarta? Que perde o ensejo?

Que amor é o meu?
Que perde a esperança?

Que amor é o teu…que vive noutro mundo? Que não faz diferença? Que bateu no fundo? Que virou doença?

Que amor é o teu…que se afasta? Que não regressa? Que com pouco se basta? Que chama é essa?

Que amor é o teu…que nega? Que está à mercê de tudo? Que não se apega? Que fica mudo?

Com que amor esperas viver?
Com que vida esperas amar?