Quais as deusas celtas de cada signo

De acordo com cada signo, há uma deusa celta que nos protege e acompanha todos os dias da nossa vida.
celta

Peixes – Blodeuwedd

Blodeuwedd é a deusa do amor e da beleza. É coberta de flores e representa a beleza natural. Ajuda os nativos de peixes a perceberem sua própria beleza natural e a escolher no amor. As piscianas que possuem os seus valores, gostam de paixão e atracção. Quando se desiludem, são capazes de pôr um ponto final em qualquer relação. Segundo a lenda, as mulheres vivem a experiência da deusa Blodeuwedd quando ovulam 14 dias antes da menstruação.

Aquário – Rhiannon

Rhiannon é a deusa das profundezas e do outro Mundo. O nome significa “divina rainha das fadas”. É também considerada, uma deusa da noite, da lua, dos pássaros, dos encantamentos, da fertilidade e do submundo. identifica-se com a noite, com a tragédia, com as emoções e sobretudo com o drama. É como uma deusa-fada e também tem uma grande afinidade pelo invulgar e pelo incomum.

Capricórnio – Scáthach

Scáthach é a deusa da soberania, era conhecida como a “mulher que semeia o medo”. O seu reino foi a ilha de Skye onde ensinava e ajudava os jovens nas artes bélicas e caça a se desenvolverem ou progredirem. A deusa Scáthach ensinou a Cuchulainn as técnicas de guerreiro e os mistérios do amor. Tem capacidade para governar o mundo e é atraída por homens com bastante capacidade física ou intelectual. Ajuda os capricornianos a se protegerem de pessoas más e dão forças para recomeçar a vida.

Sagitário – Sadbh

Sadbh é a deusa da caça e a senhora de tudo o que é selvagem. Os sagitarianos que possuem os seus valores são bastante dinâmicos, independentes e têm sempre uma opinião própria. As sagitarianas tal como esta deusa que as rege, são joviais e activas. Têm um gosto especial pela aventura. O romantismo não as impressiona verdadeiramente e gostam de dar a última palavra em qualquer circunstância. Gostam de discordar dos outros para afirmarem a sua liberdade e deixam as coisas prosseguirem por si mesmas para aprenderem com os próprios erros.

Escorpião – Cerridwen

Cerridwen é uma deusa donzela, mãe e mulher idosa. É a deusa conservadora de toda a sabedoria e conhecimento. É a padroeira de todos os momentos de dificuldade, do caos e da paz, da harmonia e do conflito. Está também associada à morte e à fertilidade, à inspiração e à astrologia.

Balança – Branwen

É a Deusa do amor e da beleza. Foi considerada a Vénus dos mares do norte. Sendo uma das três matriarcas do Reino Unido e também a deusa mais emblemática de Avalon, é considerada a “dama do lago” em várias lendas Arturianas. Não gostam de barulho, do ruído ou de confusão, mas prezam muito a música e a arte. Ajuda todos as nativos de Balança a terem vidas equilibradas no seu lar, a valorizarem o espaço que lhes rodeia e a apreciarem cada momento da vida.

Virgem – Brigid

Brigid é a deusa eternamente jovem. Curandeira de doenças, purificadora do lar, é também a defensora de todos perigos e a fonte de inspiração dos poetas. Esta deusa ajuda os virgianos a realizarem todos os seus sonhos e desejos secretos.

Leão – Macha

A deusa macha é a deusa da soberania e foi adorada na Irlanda antes da vinda dos celtas. É uma deusa que também é associada à guerra e à fertilidade tal como Morrigan e Dana. Ajuda a realçar  boa disposição, a atrair riqueza e a alcançar o sucesso para os nativo de Leão.

Caranguejo – Dana

A deusa Dana ou Danu como também é conhecida,  governava muitas tribos. É considerada a deusa tríplice do lar e da família. O nome “Dan” significa conhecimento. Quando é invocada a uma estrela, esta deusa procura por um amor em todos os cantos do universo.

Gémeos – Maeve

Maeve e a deusa da caça e da guerra. Das figuras femininas da mitologia irlandesa, a deusa Maeve é a mais espectacular. Com o seu centro místico em Tara, Meave era também a deusa soberana da terra. Simboliza o poder feminino e a sedução. Domava leões, corria com os cavalos mais bravos, conversava com os pássaros e despertava o desejo dos homens só com um olhar. Maeve activava os instintos selvagens dentro de cada um, proporcionando em cada interior, alguma inovação, agilidade e audácia.

Touro – Arianrhod

Arianrhod é a deusa do lar. Na mitologia celta essa deusa possuí dupla forma, como Virgem e outra como Mãe. Inicialmente Arianrhod foi associada à noite, sendo considerada a deusa padroeira da lua, da sexualidade, da justiça, da magia e do destino. Posteriormente foi apresentada como a deusa mãe, transformando a sua roda de prata numa barca lunar.
Esta deusa simboliza sobretudo um lar acolhedor e repleto de amor.

Carneiro – Morrigan

Morrigan é a deusa da guerra. Soberania e carisma são as virtudes mais favorecidas por esta deusa aos nativos de Carneiro mais orgulhosos. Encoraja-os a recuperarem o controlo das suas vidas, capacitando-os e tornando-os senhores/as do seu próprio destino.
A deusa Morrigan possui diversos poderes de auxilio e protecção.